5 tendências de financiamento HBCU para assistir em 2020

historicamente colégios negros e universidades estão na ribalta nacional. Os candidatos presidenciais democráticos chamaram a atenção para estas instituições, formulando propostas abrangentes para investir em suas pesquisas, estudantes e instalações. E no Congresso, o HBCUs acumulou várias vitórias legislativas que podiam fazer crescer os seus cofres.

ainda assim, enfrentam desafios em curso. HBCUs tem servido por muito tempo uma grande parte dos estudantes de baixa renda com menos recursos do que outros colégios. O potencial viés de mutuantes e credenciadores também pode estar afetando sua capacidade de obter prémios mais baixos sobre empréstimos e manter o acesso à ajuda federal estudantil, de acordo com dois documentos recentes.

Luta para corrigir esses desequilíbrios vai continuar este ano. Apesar da atenção acrescida dos políticos, os defensores da HBCU estão pedindo mais investimentos federais e estaduais e estão encontrando novo potencial em doações.

Aqui estão cinco tendências de financiamento que esperamos estar no topo da mente para os líderes da HBCU em 2020. Com a aproximação das primárias presidenciais democráticas, muitos candidatos prometeram aumentar massivamente os gastos federais com HBCUs.

o ex-vice-presidente Joe Biden, que tem sido líder em pesquisas, prometeu US $ 70 bilhões para HBCUs e outras instituições minoritárias (MSIs) e recentemente lançou um esforço de campanha para obter o apoio de seus campus.

outros candidatos de topo para a nomeação do partido prometeram investimentos semelhantes. Sen. Elizabeth Warren, D-Mass., prometeu US $50 bilhões, enquanto o senador Bernie Sanders, I-Vt., prometeu tornar todas as propinas do HBCUs livres e investir US $15 bilhões em seus programas de treinamento e infra-estrutura.

Pete Buttigieg, o ex-prefeito de South Bend, Indiana, estreou seu plano para adicionar us $50 bilhões em financiamento para MSIs em um op-ed para O Baltimore Sun. Nele, ele citou um processo de longa duração em Maryland que alega que o estado tem subfinanciado seu HBCUs, ao permitir que as instituições predominantemente brancas para replicar seus programas únicos, prejudicando a sua capacidade de atrair diversos candidatos.

“processos judiciais como o de Maryland lembram a todos nós como um campo de jogo desigual rende colégios subfinanciados, diminuindo o financiamento federal e doações que ficam atrás das instituições predominantemente brancas”, escreveu Buttigieg.

até agora, a administração Trump não delineou planos para investimentos em HBCUs, embora tenha criado uma iniciativa em 2017 para fortalecer essas instituições.

“espero que o presidente Trump também revele um plano da HBCU”, disse Victor Santos, Diretor Sênior de relações do governo no Thurgood Marshall College Fund, em uma entrevista com Education Dive no ano passado. Dessa forma, ele acrescentou, o grupo poderia ” ver como é um plano Republicano HBCU.”

vitórias de financiamento Federal

no final do ano passado, o Congresso restabeleceu permanentemente um programa que dá US $255 milhões anualmente para apoiar principalmente a educação STEM em HBCUs e outras instituições minoritárias. O movimento veio como um alívio para muitos líderes universitários, que estavam preocupados com o futuro do programa após disputas políticas levou a um breve lapso em seu financiamento.

“tornou impossível planejar porque, em primeiro lugar, não sabíamos se iríamos conseguir financiamento para o próximo ano”, disse Lily McNair, presidente da Universidade Tuskegee, no Alabama. “Intensificámos os nossos esforços … para informar o Congresso sobre a importância deste acto para os nossos estudantes e as suas instituições.”

naquele mês trouxe outras boas notícias. Em seu projeto de lei de gastos de 2020, O Congresso aprovou US $ 325 milhões para o HBCUs, um aumento de US $42 milhões do orçamento do ano passado.

o orçamento federal deste ano também aumentou o subsídio por Pell máximo em $150, trazendo-o para $ 6,345. No entanto, o poder de compra dos subsídios tem vindo a diminuir desde a década de 1970 e hoje cobre menos de 30% do custo total de participação dos estudantes na universidade pública média de quatro anos, de acordo com a Rede Nacional de acesso ao Colégio.

alguns grupos de ed mais elevados estão defendendo um aumento maior — tanto quanto o dobro do prêmio atual-e indexando o subsídio à inflação.

a major increase to Pell Grants “desproporcionalmente beneficiará HBCUs,” because the majority of their students are eligible for the award, said Walter Kimbrough, president of Dillard University, in Louisiana. “O foco está nas famílias com poucos recursos”, acrescentou.

o presidente da Universidade de Tuskegee diz que será mais fácil planear agora que a lei Futura foi assinada.

a taxa de matrícula é

depois de decair durante seis anos, a taxa de matrícula no HBCUs rose 1.49% ao longo do ano em 2017, de acordo com os últimos dados federais. Algumas instituições viram ganhos ainda maiores. Um terço do HBCUs teve registro nos últimos três anos, de acordo com uma pesquisa financiada pela Universidade Rutgers. Ele ligou o aumento para os estudantes das minorias que querem escapar do racismo que experimentaram no ensino médio e para evitar incidentes de ódio-viés em instituições predominantemente brancas.

“Você está vendo os alunos que desejam um ambiente estimulante, e eles estão conscientemente a escolha de instituições que estão indo para o centro-los e torná-los o foco”, disse Lodriguez Murray, vice-presidente sênior de políticas públicas e relações governamentais em UNCF, uma organização que faz lobby em nome de HBCUs.

A UNCF também atribui o crescimento da matrícula a mudanças recentes nos requisitos de elegibilidade para pais mais empréstimos, que pais e tutores podem usar para financiar o ensino de graduação de um estudante.

A administração Obama reforçou os padrões de crédito para o programa em 2011. No ano seguinte, 46% menos famílias usaram o programa no HBCUs, e a inscrição diminuiu nessas instituições em 3,4%, de acordo com um relatório da UNCF.

em 2015, no entanto, esses padrões de crédito foram relaxados. “O que você está vendo é HBCUs se recuperando do fracasso do Pai mais fiasco”, disse Murray.

atrair o interesse do doador

HBCUs privado como um todo dependem mais da receita de propinas e menos de doações e contratos privados do que outras instituições privadas, de acordo com o American Council on Education. Eles também tendem a ter doações menores e receber menos doações maciças do que não-HBCUs. No entanto, esta última pode estar a mudar. Esta semana, a Universidade Howard anunciou que recebeu uma doação de US $10 milhões-seu maior presente ainda-que será parcialmente usado para financiar um programa de bolsas de estudo projetado para ajudar estudantes mais sub-representados a ganhar doutoramentos em disciplinas STEM.

apenas algumas semanas antes, o famoso Basketball Hall Charles Barkley presenteou US $ 1 milhão para Miles College, um HBCU no Alabama. É a maior doação que o Miles recebeu, e o quarto presente daquele tamanho que o Barkley fez a um HBCU.

Morehouse College, uma faculdade de homens historicamente negros em Atlanta, fez manchetes no ano passado, quando o bilionário Robert Smith anunciou durante sua cerimônia de graduação que ele iria pagar os empréstimos estudantis de cerca de 400 graduados. Poucos meses depois, ele expandiu isso para incluir os pais que haviam contraído empréstimos para financiar a educação dos graduados, trazendo seu presente total para US $34 milhões, informou o Washington Post.

e Bennett College, na Carolina do Norte, trouxeram cerca de US $10 milhões no ano passado, durante uma campanha de angariação de fundos de dois meses que pretendia ajudar a provar que era financeiramente estável o suficiente para manter a sua acreditação. Junto com doações menores de cerca de 11.000 colaboradores, Bennett trouxe US $1 milhão cada um da High Point University, uma faculdade próxima, e a iniciativa Supercharged, uma organização baseada na Califórnia. (A campanha de angariação de fundos não terminou a acreditação de Bennett, e agora está buscando um novo credenciador.)

instituições menores e menos conhecidas ainda estão lutando para doações de terras desse tamanho. E campanhas de crowdfunding, como Bennett não são susceptíveis de correcção maiores problemas resultantes do governo desinvestimento e HBCU falta de outros recursos financeiros, sustentou Delece Smith, Barrow, um editor sênior no Hechinger Relatório, em um op-ed para O New York Times, este outono.

Mas, como filantropos e o governo federal começar a afunilar mais dinheiro em HBCUs, UNCF de Murray disse: “você está começando a ver apenas o precipício do … renascentista, que estas instituições podem submeter-se para que os alunos que necessitam deste tipo de investimento estão recebendo e recebendo os resultados que eles merecem.”

A Universidade Howard recebeu uma doação de US $10 milhões — a maior ainda-para financiar um programa que visa diversificar doutoramentos com graus STEM.
Founders Library/Wikimedia Commons

Batalha pelo financiamento estatal

muitas instituições públicas tiveram um impacto quando o financiamento estatal caiu após a Grande Recessão. Mas esses declínios foram particularmente preocupantes para o HBCUs, que dependem do financiamento do governo mais do que não-HBCUs.

In Maryland, advocates for the state’s four HBCUs are seeking $577 million to settle the legal over what they say is a pattern of uniquitable funding. O governador Larry Hogan ofereceu-lhes apenas 200 milhões de dólares. Se eles recebem o dinheiro, eles disseram que poderia ser usado para desenvolver programas acadêmicos e para contratar professores no HBCUs do estado.Outros líderes do Estado estão tomando uma abordagem diferente. Virginia Gov. Ralph Northam propôs dar aos dois HBCUs públicos do estado quase US $ 300 milhões para fazer melhorias de capital.

E na Carolina do Norte, a graduação na Elizabeth City State University aumentou 19% no ano após o estado dar-lhe e duas outras faculdades públicas $51 milhões para que eles pudessem baixar as propinas para US $1.000 para residentes no estado e US $5.000 para estudantes fora do Estado, de acordo com um relatório da mídia local.

“esses tipos de políticas em um nível estatal podem ter um grande impacto no aumento do número de estudantes”, disse Harry Williams, Presidente e CEO do Thurgood Marshall College Fund.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.